8/02/2017

Só quem quer fazer intercâmbio, vai entender...

Oi, amigos!! Se você chegou até aqui é por que está pensando em fazer um intercâmbio e se já está considerando embarcar neste mundo de aventuras, já tem muita noção de que o caminho é cheio de desafios e decisões. Eu dei de cara com uma dessas histórias de aventuras que apertam o nosso coração e resolvi compartilhar com vocês. 

Se você ainda não sabe, estou visitando a minha host family 11 anos após o programa. Aqui em casa tem dois peludos mais fofos do mundo. E eu já tô todinha apegada neles. Hahaha.. O doguinho é mais tímido que a doguinha, e é a doguinha Gibby que me acorda todo dia. Esta foto é de hoje de manhã! Olha que graça. Todo dia 8h30min ela pula lá na minha cama. "Acooooorda, Humana. Está na hora de brincar!" Hahaha


A Gibby veio parar aqui quase que por acidente. Ela era das minhas kids, mas as minhas kids resgataram um gato, que não era muito amigável, e hoje a Gibby mora aqui com a grandma. Ela me chama para abrir a porta para que ela possa passear lá fora, ela me chama quando quer ganhar petiscos, ela pula no meu colo quando estou vendo tv e me beija sempre, certeza que ela sabe que estou com saudades da minha casa no Brasil. 


Agora, sente! Lá vem a história da Maya... da aventura que falei no início... da aventura que soube por acaso, e se você pensa em intercâmbio, vai ter compaixão também!! 

A Maya é um labrador caramelo que foi morar com a sua família aos 41 dias de vida, depois que a sua mamãe humana ficou com depressão ao perder a primeira doguinha que ela teve... envenenada. Um pouco depois de chegar à casa da família, Maya ficou muito doente. Ela ficou internada por 11 dias e todos os seus irmãos de ninhada morreram neste meio tempo. A mamãe humana da Maya foi visitá-la no hospital todos os dias e quase pirou de angústia. Quando a Maya foi liberada, elas não se desgrudaram mais. 

Pulem alguns meses... muitas alegrias, lambidas e dificuldades depois...

A família da Maya está diante de uma ótima oportunidade de fazer um intercâmbio na Irlanda. A mamãe humana não vai deixar a Maya para trás de jeito nenhum e precisa de nossa ajuda para tentar cobrir os custos da ida da Maya. A história completa está no link abaixo e há diversas maneiras de ajudar, sendo a mais especial delas: compartilhar a história delas. O texto para compartilhar já está aqui embaixo ou podem compartilhar o link do blog. Podem marcar a página do Amiga do Tio Sam no FB, ou compartilhar a postagem que está lá também.

Parece muita bobeira dizer isto, mas o que espalhamos de alegria pelo mundo, volta para nós! Hoje, eles nos pedem ajuda, amanhã não sabemos... Tirem dois minutos, curtam a página da Maya, compartilhem a história dela. Meu último post teve 397 visualizações!! Imaginem se estas 397 pessoas curtissem a página da Maya e compartilhassem este post então...  

Gratidão! Mil beijos! E já sabem: qualquer dúvida podem me escrever no aupairtarci@gmail.com

********

Amigos, essa é uma história muito especial, de uma cachorrinha que precisa mudar de país com seus pais. 🐶Infelizmente, o custo do transporte animal é elevadíssimo,em torno de R$ 12.000,00 reais, e por isso eles estão fazendo uma vaquinha. 🐄💰🐾💜Talvez muitas pessoas não entendam, mas só quem tem um filho de 4 patas sabe que deixá-los para trás NÃO É UMA OPÇÃO. 👍Então peço a ajuda de vcs, contribuindo com a vaquinha ou compartilhando a história dessa família. Por favor. 🙏🙌🐶Quem tiver alguma dúvida ou se interessar por essa história é só entrar em contato com eles aqui pela página do face. 💝

o Link da Vaquinha: 


o Link da página dela: 

Nenhum comentário: