8/07/2017

Meu próprio time de futebol :D

Eu não saberia por onde começar a explicar o dia de hoje... Eu já tinha avisado aos meus queridos American friends aqui, que nós íamos tirar a foto em família às 18h. Bom, amanheceu chovendo horrores em NJ e eu estava morrendo de medo que eles furassem! Eu acordei cedo, fiz cupcakes com brigadeiro, uma das tias que está aqui fez spaghetti com meatballs para o jantar, a vovó chegou e saiu 300x e eu já estava apreensiva. Realmente não sabia se iria rolar! Mas lá pelas 18:15h todo mundo começou a aparecer... hahaha foram entrando, sentando, fazendo piadas, servindo spaghetti e se despedindo de mim!!! Amanhã, embarco de mochila para visitar uns amigos no TX, mais um pedaço do meu coração que sinto falta! Volto daqui uma semana para NJ, dou um beijo em geral e volto para o Brasil! 


Eu eu nem saberia como agradecer toda essa galera pelo summer com eles! E foi este pensamento que me fez trazer para eles as camisetas e uma mala de comida: tapioca, doce de leite, leite condensado, doce de goiaba, paçoca, pé de moleque, pé de moça, Sonho de Valsa, Bis e cocada. Claro, Havaianas para as meninas! 

Todo mundo irá te falar que não existe família perfeita. É sério. Existe não! Hoje mesmo eu quase dei uma voadora num dos "meus meninos" aqui! Porra!! Eu subindo do basement (o daqui é cenário de filme de terror) e ele me deu um puta susto! Quase cai no chão com os cupcakes! Não rola perfeição aqui não. Nunca rolou. Mas eles são muito legais comigo e rolou adaptação. Eu sigo a onda deles e eles se acostumaram comigo: até deixam o katchup perto de mim quando tem pizza! Hahahaha 😂
Esta foto, que está embaixo, nós tiramos em março de 2006! Hoje recriamos! Hahaha 

Eu não gosto de despedidas e odeio não saber quando estarei de volta por aqui, mas amo estas memórias que tenho feito! Toda sorte para quem ainda está começando o processo e toda força para quem já está no programa! Não é fácil não! Meu FB tem algumas fotos públicas, caso queiram acompanhar. Podem curtir, comentar, fazer perguntas... tem frescura aqui não!
Xoxo!
Tarci

8/02/2017

Só quem quer fazer intercâmbio, vai entender...

Oi, amigos!! Se você chegou até aqui é por que está pensando em fazer um intercâmbio e se já está considerando embarcar neste mundo de aventuras, já tem muita noção de que o caminho é cheio de desafios e decisões. Eu dei de cara com uma dessas histórias de aventuras que apertam o nosso coração e resolvi compartilhar com vocês. 

Se você ainda não sabe, estou visitando a minha host family 11 anos após o programa. Aqui em casa tem dois peludos mais fofos do mundo. E eu já tô todinha apegada neles. Hahaha.. O doguinho é mais tímido que a doguinha, e é a doguinha Gibby que me acorda todo dia. Esta foto é de hoje de manhã! Olha que graça. Todo dia 8h30min ela pula lá na minha cama. "Acooooorda, Humana. Está na hora de brincar!" Hahaha


A Gibby veio parar aqui quase que por acidente. Ela era das minhas kids, mas as minhas kids resgataram um gato, que não era muito amigável, e hoje a Gibby mora aqui com a grandma. Ela me chama para abrir a porta para que ela possa passear lá fora, ela me chama quando quer ganhar petiscos, ela pula no meu colo quando estou vendo tv e me beija sempre, certeza que ela sabe que estou com saudades da minha casa no Brasil. 


Agora, sente! Lá vem a história da Maya... da aventura que falei no início... da aventura que soube por acaso, e se você pensa em intercâmbio, vai ter compaixão também!! 

A Maya é um labrador caramelo que foi morar com a sua família aos 41 dias de vida, depois que a sua mamãe humana ficou com depressão ao perder a primeira doguinha que ela teve... envenenada. Um pouco depois de chegar à casa da família, Maya ficou muito doente. Ela ficou internada por 11 dias e todos os seus irmãos de ninhada morreram neste meio tempo. A mamãe humana da Maya foi visitá-la no hospital todos os dias e quase pirou de angústia. Quando a Maya foi liberada, elas não se desgrudaram mais. 

Pulem alguns meses... muitas alegrias, lambidas e dificuldades depois...

A família da Maya está diante de uma ótima oportunidade de fazer um intercâmbio na Irlanda. A mamãe humana não vai deixar a Maya para trás de jeito nenhum e precisa de nossa ajuda para tentar cobrir os custos da ida da Maya. A história completa está no link abaixo e há diversas maneiras de ajudar, sendo a mais especial delas: compartilhar a história delas. O texto para compartilhar já está aqui embaixo ou podem compartilhar o link do blog. Podem marcar a página do Amiga do Tio Sam no FB, ou compartilhar a postagem que está lá também.

Parece muita bobeira dizer isto, mas o que espalhamos de alegria pelo mundo, volta para nós! Hoje, eles nos pedem ajuda, amanhã não sabemos... Tirem dois minutos, curtam a página da Maya, compartilhem a história dela. Meu último post teve 397 visualizações!! Imaginem se estas 397 pessoas curtissem a página da Maya e compartilhassem este post então...  

Gratidão! Mil beijos! E já sabem: qualquer dúvida podem me escrever no aupairtarci@gmail.com

********

Amigos, essa é uma história muito especial, de uma cachorrinha que precisa mudar de país com seus pais. 🐶Infelizmente, o custo do transporte animal é elevadíssimo,em torno de R$ 12.000,00 reais, e por isso eles estão fazendo uma vaquinha. 🐄💰🐾💜Talvez muitas pessoas não entendam, mas só quem tem um filho de 4 patas sabe que deixá-los para trás NÃO É UMA OPÇÃO. 👍Então peço a ajuda de vcs, contribuindo com a vaquinha ou compartilhando a história dessa família. Por favor. 🙏🙌🐶Quem tiver alguma dúvida ou se interessar por essa história é só entrar em contato com eles aqui pela página do face. 💝

o Link da Vaquinha: 


o Link da página dela: