10/22/2012

Ficando Doente...

Eu juuuuro que ia postar a continuação do último post-com todos os babados- mas fiquei doentinha. Sim, minha coluna não tá feliz com o esforço que fiz no sábado. #TodasChora! Assim, vou ficar no tema e dizer como foi quando fiquei doente nos EUA. Como tudo, teve seu lado positivo e seu lado negativo.

# A primeira vez: peguei uma gripe/virose ridícula e vomitei os bofes a noite toda. Na manhã seguinte, a hosta do 1 ano, mandou eu voltar para cama e mandou as kids para a casa da vó. Não descontou nada do meu pagamento (ufa!), ainda fez comida, me entregou e VAZOU rápido e certo, pois ela tinha medo de que fosse contagioso... Rs... Chá, cama, sopa e banho quente me trouxeram de volta à vida.. hahaha. Assim, não tive gastos nem com remédios e nem com médicos.

#2 vez: machuquei um músculo nas costas durante o inverno (dor! dor!). Sou dessas que tenta de tudo antes de precisar passar 2h na fila da emergência. Bom, eu já tinha tentado tudo, quando sai 23h de casa, em NJ, e fui ao hospital. Sozinha! Como me atenderam? Muito bem. Perguntei na recepção se eles aceitavam o seguro da CC e eles falaram que sim. Assinei uns papéis, mostrei a carteirinha e entrei. Consultei o médico com uma enfermeira presente e fiz uns exames. Deu tudo certo. Só era o músculo mesmo. Me deram remédios e me mandaram para casa. 1 mês depois chegou uma continha lá em casa e eu não fazia ideia do que fazer. Então resolvi pelo mais simples e sensato. Escrevi em um pedaço de papel "I have no idea how to get in touch with my insurance company. Could you please take care of this bill for me?" algo por ai. Assinei e mandei junto com a cópia do contrato do seguro, da carteirinha e do meu endereço lá. Foi lindo. O hospital resolveu com o seguro. Não tive problemas. E a minha host comprou o relaxante muscular que foi baratinho. Dai eu perguntei se ele queria que eu fosse falar com o seguro  para o reembolso e ela disse que não. Que seria muita dor de cabeça. Ficou por isso.

2 ano! Califórnia. New family.

#3 vez: cheguei lá doente. Desembarquei com dor de cabeça e de ouvido... sinusite e alergias ao novo clima californiano. 1 dia na casa. Expliquei para a host nova que eram só "fall alergies" e ela me dá um comprimido (lindo e que carrego até hoje). Chega o hosto em casa e me "mata de vergonha". Era o último comprimido DELE e ele também estava doente e precisando. Conclusão: a pessoa aqui, doente, pede para a au pair que ainda estava lá, levá-la à farmácia umas 21h. Comprei 3 caixas. Entreguei. Não lembro de ter ouvido "thank you", mas pedi desculpas. Afinal, eu errei muitão. 

#4 vez: a pessoa aqui sofreu um mega ultra power acidente de carro e fraturou a coluna. [Não vou entrar em detalhes, pois já escrevi sobre isso várias vezes.. É só olhar aqui...] Se não fosse o seguro COMPLETÍSSIMO, eu estaria muito enrolada até hoje. Só o "passeio" na ambulância foi um absurdo. Enfim, assinei os papéis de entrada no hospital, dormi lá e fui embora no outro dia. Um dia internada = muitas contas. Só raio-X (CAT scam) da coluna e da cabeça foram uns 4 e cada um na faixa de uns 600 dólares. Bom, recebia as contas em casa e enviava para o seguro, como havia feito antes. Funcionou. Os gastos com remédios os hosts cobriram, mas paguei logo em seguida. Para os remédios não busquei o seguro não. Eu estava muito cansada e precisando de paz. Nesse período complicado, eu trabalhei porque sou teimosa. Mas podia, disse meu ortopedista aqui do Brasil, ter me "acabado" ainda mais. Eu precisava de repouso absoluto, mas não o tirei. Acordava e ia fazer as coisas como se nada tivesse acontecendo. Tudo para não ver "o circo pegar fogo". Trabalhava lentamente, mas todas as horas e recebi por elas. Conclusão: 3 meses de colete, 6 de fisioterapia e uma inesperada volta ao Brasil. [Planejava ficar o 3 ano por lá].



O meu ponto em ficar doente é que na gripe: eles podem ou não te afastar das kids. Depende se há mais alguém para ajudar em casa. Dor de garganta: pode dar gelado para as kids, elas ficam em casa (sofá+algo leve). Se for você: tome remédio, tome gelado e leve o dia. Nunca vi ninguém parar por dor de garganta. Rsrsrs. Febre/vômito: seja forte e toque o dia. Se acontecer com as kids, certamente ficarão em casa. Rsrsrs. Em fraturas, você precisará de repouso, sim. Então, provavelmente pode ser substituída. O que você pode fazer é um acordo com a fam. Conversar... Será que eles podem arrumar alguém para ficar no teu lugar durante a recuperação e descontar do teu salário? Algo por ai... Doenças contagiosas: longe das kids, please! E seja "big girl". Lave lençóis, faça a sua comida com higiene e cuide da limpeza do local onde você está (quarto e banheiro). Ahhhh.. nos EUA, piolho é quase doença contagiosa. Fica-se em casa. Ninguém vai para escola. Existem vários tratamentos. Primeiro, amarre o seu cabelo (isso, linda!), depois, fale com a hosta. Você pode dar remédios para os kiddos, lavar a cabeça deles com shampoo para isso e trocar a roupa de cama dos quartos. Ou seguir as instruções que a host te der. Qualquer uma das opções acima é motivo para a kid ficar em casa. E você, au pair linda, faça de tudo para não ficar doente. Nós somos de aço. Não podemos nos dar ao luxo de ficar de cama. Sendo você ou as kids, seja ESPERTA. Deixe tudo que vai precisar sempre perto. Exemplo: kid pequena tá vomitando? Baldinho, pano, desinfetante e pedaços de maçã (ajuda a tirar o gosto da boca da kid). E fica de olho na alimentação dela. Para um sucesso maior: converse tudo isso assim que chegar lá com a host. Veja logo onde fica o hospital mais próximo, quais remédios podem ser dados e as quantidades, tipos sanguíneos e telefones de emergência. Deixe tudo anotado na porta da geladeira e tenha o que precisa em mãos. 

Gente, é isso. Desculpem a falta de inspiração para escrever a continuação hoje. De verdade. Mas estou "ruim" desde quinta. Ahhh maior novidade: temos uma página interativa no Face Book desde hoje de manhã. UhúúúúLL !! Se jogem! Espero vocês lá para os games e pesquisas. 

Nenhum comentário: