9/26/2012

NYC ou CA (East Coast or West Coast)? Is that your question? Well, not anymore.

Esse é um post para aquelas meninas que estão podendo escolher entre ir para a costa leste (East Coast) ou a oeste (West Coast). Caso você não saiba se direcionar, EsC é NYC e WesC é a Califórnia... :)    Bom, só para quem está podendo escolher mesmo, pois família que é bom, tá em falta!! rsrsrsrs.. Brinks! Já já vocês poderão gritar I HAVE A MATCH e voltar por aqui para me contar... rs

Então, vamos lá. Seu sonho é a Califórnia? Aqui estão algumas informações que você precisa saber:

** É uma região atingida por terremotos. Ui! Scary! Peguei 2 quando morei lá e não é nada divertido, mas é bonito ver o chão "levantando em onda" e as paredes tremendo. A parte ruim são as kids gritando e acordando as outras kids que não se assustaram... haha

** É uma região muito cara. O preço do crédito para international student, na minha época, era U$ 200. Assim, eu precisei vender as minhas férias e vááários domingos para conseguir cursar 12 créditos, mas super valeu a pena.

** É a área onde estão colleges/Universities famosos como: a UC Berkley (casa de muitos brasileiros. Até Érico Veríssimo já deu aulas por lá), UC San Francisco, Stanford, UC Santa Cruz (que tem um programa de Biologia Marinha muito legal) e tem muitas muitas bibliotecas legais... 

** É um JUMP para o Caribe! :) E nem fica tão longe da Disney, pois existe uma, a DisneyLand, em LA. Aliás, vários parques em LA, assim como Hollywood. [Imaginem visitar os cenários de vááárias séries e filmes legais! Imaginaram? Pois é! Eu também, pois nunca fui à LA. Long story...] Fica a outro JUMP (ou umas poucas horas de car/bus) de Las Vegas, do México e de Washington State (up North). O local onde filmaram Crepúsculo. Não? Nem eu! Não sou tão fã de Crepúsculo assim, mas o lugar é lindíssimo.. especialmente a floresta beirando o mar... Vale a visita, né? Falando em Vegas, pfv menores de idade, considerem repensar a viagem para Vegas, pois só com 21 para entrar nos bares/cassinos! :) Mas se você não é da night mesmo e quer ir apenas conhecer, se joga, manolo! 

** Falando em vida noturna: em San Chico, bares e clubs fecham às 2am. Depois disso, só iHop (hahaha.. adorava) e os lugares top secrets com special parties! ;)  Desses em galpões e ruas sem saída... [imagine Velosos e Furiosos! ... Pare de imaginar! Não tem os carros e é um pouco "tenso" se a polícia aparecer... Faça uma escolha consciente! Rsrsrs..]

** Tem um clima mais parecido com o Brasil. Você não vai se sentir tão longe de casa assim. E ainda tem neve, se você viajar para Lake Tahoe (um lake em uma montanha) e redondezas. 

** A vida parece que passa mais devagar... Mas não se iluda, você vai trabalhar baldes! Praia? Só quando der. Aproveite e visite Point Reys (na CA) e a Praia do Elefante. O hostel dentro da reserva é simples e muito tranquilinho. Recomendo! :) Na época certa, que eu não lembro qual é, dá para ficar na encostas dos morros por lá, observando as baleias. Coisa que eu não fiz, pois fui em abril e estava frio demais até para as baleias! 

** Você irá à Safeway, ao Trader Joe's E ao Peet's Coffee and Tea (típicos da Califa).

** Falando em praia... se você não for morar na parte sul da Califórnia, praia mesmo só para o bronze, pois a água na região norte é muito muito fria!! Égua! hahaha...Mas se você aguenta, manolo, se joga!

** Costumes e familias? São iguais ao da outra costas, exceto por uma observação: eles podem aproveitar parques e reservas por mais tempo durante o ano... Eles podem/gostam mais de estar em contato com a natureza, pois o weather permite. 


Angel's Island- CA


Já na costa leste, veremos:

** Bom, temos NYC e NYC e NYC com todas possibilidades e atrações... Acho que não preciso descrever muita coisa aqui, né? Imaginem show do The Blue Men Group, Broadway, jogos no MadisonSquare Garden e a possibilidade de visitar os locais onde foram gravadas várias séries... 

**Chicago. Never been there, mas ER era mágico! Assim, Chicago deve ser só amor!

** NYC é também uma "ponte" ou, melhor, Grand Central Station, para vááários estados ali por perto. Por exemplo, de NYC para Boston, de ching-ling bus são 4h de viagem (U$ 17). De NYC para Washington -DC são  mais 5 (na direção oposta). Lembrando que em Boston, vale a pena conhecer downtown e em DC, aff, nem tenho como enumerar as atrações aqui. É o paraiso para que curte museus e esportes. Detalhe: em DC, os museus são free. Vale a viagem downtown para ver a Casa Branca, a sede da Cruz Vermelha, FBI, Pentágono e todos os outros. Perto de PA também. PA é Pensilvânia, não é a terra do Drácula, não, viu?? Ali é a Transilvânia... hahahaha.. mas em PA existe o Hershey's Park e chocolate factory (vale a visita). NYC é um pulo para o Canadá também. 

** Na costa East, estudar é bem mais barato. Quando fiz college em NJ, paguei R$ 85 o crédito. Bem mais em conta, né? E é home de Princeton (fica em NJ), MIT e Harvard (ficam em Boston), Yale (CT), NYU (fica em NYC), entre outras. Sempre vale a visita. São lugares lindos. Amei Princeton! :)

** Praia na costa East? Só se for ali pelas bandas da Flórida (ou se você, caro leitor, curtir uma água mais "geladinha"...). É na Flórida também que encontramos a outra casa do Mickey (Disney World), os parques na Universal, BushGardens, Sea World e em que há the best parties for Spring Break (bom, vale curtir em qualquer lugar, né?) e as corridas de Daytona Beach. 

** A vida na região de NYC-MA-NJ-PA-DC pode ficar bem gelada no inverno, mas quem nunca sonhou com um Natal branquinho de neve? Assim, meninas que escolherem essa região levem em consideração que uns 4 meses do ano serão bem frios... vocês acordaram com vontade de dormir e dormirão mais cedo, pois escurece mais cedo também. Tomarão banho quente, mas não lavarão o cabelo todo dia e nem poderão sair com ele ensopado. É muito frio, manolo. Devem lembrar que kids, nesse época, precisam de mais atenção e cuidados na hora de sair de casa (agasalhos, luvas, gorro--é uma puta maratona! Reflita na laundry!) e que elas terão mais brincadeiras dentro de casa.

** Ahhh, o lado Leste também está mais apto a receber lindas tempestades. Especialmente ali pelo lado da Flórida e das meninas: Carolina do Sul e do Norte, Dakotas e Virginia. Mas, se a sua família tem basement e se suas kids têm conhecimento do que fazer, você estará salva. hahaha. Só que não!! No  meu primeiro furacão (em NJ), eu estava sozinha com 5 kids e alguém teve que vir me ajudar, pois eu tinha 2 de dois anos, uma de 3, uma de 6 e um de 9. Além das kids, eu tive que levar/carregar as mochilas com roupas extras, fraldas, mamadeiras e toda aquela novela. Assim, o uncle E. apareceu e me ajudou... todo mundo para a casa da vovó onde o basement era maior. Ficamos sentados na sala, com a porta aberta, acompanhando tudo pela tv. No final não aconteceu nada, além de árvores caídas. Ufa!

** Os costumes gerais são os mesmos da Califórnia, embora na Califórnia eles usem mais alimentos frescos na hora de cozinhar. Isso é bom! A alimentação na costa leste é, por isso, relativamente mais barata. Você irá ao ShopRite e à Dunkin' Donuts (Americans run on Donuts... hahahaha). 


Top of The Rock: NYC!!
Bom,  por hora é isso! Aqui estão algumas dicas e detalhes que talvez possam ajudar!  Se alguém tiver mais dica, pode deixar nos comentários que eu volto e edito isso aqui e ainda te dou os créditos, pessoa lhynda! 

Falando em comentários... Me emocionei com esse daqui: 

Tarciana, esse é o segundo post que lei de seu blog, e fico pasmada com a facilidade que tem de escrever belamente com palavras simples... esse post me emocionou e e como o post sobre "olha para o nosso proprio umbigo", me faz para e refletir sobre muitas coisas, principalmente aquelas que ainda que ainda estão por vir... parabens pelo blog, muito lindo e muito util. Bjs, Renata 

Poxa, muito obrigada! Vocês (e todas as outras pessoas que passam por aqui) me dão forças para continuar escrevendo. É uma coisa que eu amo e que me encanta, garimpar as palavras. Assim, muito obrigada: Renata, Pâmela, Scarlet, Celis, Valéria, Ana, Carol, Wellen, Helen e Thomás. Beijo enorme! E força nessa vida auperiana! Afinal, quer moleza? Então senta-num-pudim! 

9/17/2012

Queria ir amanhã!!!

É assim quando a ex host mom conta para as suas ex host kids, que ex au pair, leia: EU, tá indo visitar e que vai ficar 2 meses!!! Pena que meus planos para os próximos meses são outros! Mas quem sabe, né? ;)




Obrigada, Carla Caroline do http://aupairfeelings.tumblr.com/

9/15/2012

Pára de Olhar para o Seu Umbigo!!

Cenário perfeito: em um dia super quente de verão, você está trabalhando para uma família MARAVILHOSA nos EUA (ou em qualquer outro lugar do mundo). Você está tentando ligar o ar condicionado, mas não consegue. Pega o controle, aperta aqui e ali, e o bicho não funciona. A tua host estava entrando na sala, vê a cena e manda a seguinte pergunta:

- Tarci, no seu país tem ar condicionado? (risos! Troquem ar condicionado por cortina e terão o que me aconteceu! Respondi na maior calma: Tem, sim! Só que é diferente dessa!)

Ok. A maioria de vocês surtaria com uma pergunta assim, não é? Como assim se lá no meu país tem ar condicionado? Como assim se lá tem Mc Donalds, Britney Spears ou iPhone??!! De que planeta meus host são? Por que meleca os americanos só sabem a história/geografia dos EUA e são tão desinformados sobre o resto do mundo? #Só que não! Vocês, amigos que passam aqui no meu blog, quando forem au pairs, levarão em consideração que culturas diferentes resultam nisso mesmo: em perguntas excêntricas! E antes de ficarem bravos com a pergunta dos hosts, vão refletir o seguinte:

Quantos de vocês SABEM SE EXISTE Mc DONALDS EM UGANDA?? E FILTRO de água ou AR CONDICIONADO NA NAMIBIA?? Aliás, onde fica a Namibia, amigos??!! Outra: quem poderia me dizer como os Chineses limpam a casa? Sabia que na maioria das casas da Turkia não se entra de sapatos? ONDE FICA O HAITI? EXISTEM AEROPORTOS EM UM PAIS DO TAMANHO DE UM FEIJÃO?? Hum.... ENTÃO SÓ OS AMERICANOS SÃO DESINFORMADOS E EGOCÊNTRICOS??! Só eles não estudaram Geografía?? E se uma au pair do Nepal for trabalhar para você, aqui no Brasil, suas afirmações sobre o pais dela serão sempre certeiras? Hummmm... Aliás, onde fica o Nepal?? E em Botswana só existem tribos? Será que há internet e computadores por lá??? Aliás, quantos de vocês sabem em   muitas das comunidades indígenas brasileiras existe internet? rs... 

Assim: que tal um pouco de bom senso antes de julgar uma pessoa que te pergunta, com real interesse, se no teu país tem isso ou aquilo??? Na casa que morei nos EUA não tinha vassoura... nem por isso eu julguei uma nação inteira... Que tal um pouco de respeito aos limites do próximo?? Estudar geografia/historia é a única maneira de aprender sobre a diversidade cultural em que vivemos e acabarmos com essa visão de colonizados e inferiorizados. Só sabemos o que acontece com quem está acima de nós, geo e politicamente falando, claro! É fácil entender que aprendemos e sabemos mais das culturas que têm "mais domínio" sobre a nossa, pois elas tocam nas rádios e aparecem na televisão! Porém, o mapa mundi é enorme e temos que aprender a olhar para todos os lados! TODOS nós! 

Dessa maneira, quando você ouvir uma pergunta que para você é óbvia, faça três coisas: coloque-se no lugar da pessoa, sorria e responda. Certamente ela tem interesse em você e no seu país, e se teve coragem para te perguntar seriamente alguma coisa, tenha o bom senso de respondê-la sem julgar a pergunta. Afinal, você saberia me dizer AGORA (sem olhar no Google) como as tribos em Botswana limpam a casa ou bloqueiam as janelas da luz do sol? Não? Nem eu! 
#Think about it! 

Bora acordar, PESSOAL!!!

9/11/2012

Sinto Muito!


Há 11 anos, o mundo assistia a queda de duas torres que simbolizavam o domínio econômico e político de uma nação.  Há 11 anos, em julho de 2001, eu havia voltado da minha primeira viagem aos EUA e estava encantada pela língua e pelas pessoas. Apaixonada por cada um dos lugares que visitei e planejando voltar em breve. Há 6 anos, em 11 de setembro de 2006, nessa mesma data, eu sentei à mesa com toda a minha host family e ouvi os relatos pavorosos daquele dia que marcou a história mundial bem mais do que imaginamos. Há 6 anos, a Grandma K. me contava que ela deveria estar trabalhando em uma das torres naquele dia, mas que por obra do destino havia se atrasado e perdido a balsa de NJ para NYC e que não havia chegado à Torre. Ela contou que recebeu ligações no cel a manhã toda, pessoas preocupadas perguntando onde ela estava. E quando ela contava por telefone o que tinha acontecido ninguém conseguia acreditar. Ela ainda se emociona, pois perdeu amigos naquele dia. Ela não é a única que deixa cair uma lágrima aqui e outra ali quando lembra da data. Várias famílias sofreram perdas e muitos ainda visitam o local levando flores e velas. O mais triste disso tudo? Não importa quem deu ordem aos atentados. Não importa quem começou a derramar o sangue. O que importa é que desde então vivemos nessa guerra silenciosa em que há desconfiança, medo e preconceito sempre que alguém é suspeito. O que importa é que ainda há sangue sendo derramado e famílias sendo separadas. E quando moramos em uma cultura diferente da nossa, a entendemos e passamos a nos sentir parte dela, tudo que descrevi acima dói em nós também. Dói em mim. O que importa é que, mesmo sem saber quem ordenou os ataques, naquele dia, milhares de bombeiros, policiais e médicos entraram para as estatísticas da guerra-silenciosa.  É o mais alto grau de humanidade: dar a sua vida pela de inocentes. Mas não eram eles também inocentes? Eles foram heróis que correram para socorrer vítimas que se multiplicavam na mesma velocidade com que a poeira dos prédios enchia as ruas de Manhattan. Aos hérois corajosos que partiram naquele dia e aos que continuam patrulhando as ruas da Grande Maçã, meu singelo muito obrigada. Vocês nunca serão esquecidos, pois nenhum gesto de humanidade é em vão. 



A estação do metrô que te deixa lá!

Em construção- quando visitei em 2011
Conseguía-se ver os prédios daqui

A vista sem os prédios!
Eu queria escrever muito mais... contar muito mais do que sinto, mas as palavras fogem. Se escondem, pois é mais do que ser apaixonado por um povo, uma língua e uma cultura, é amar os gestos de humanidade que se seguiram aos ataques. Há 11 anos, eu estava sentada na sala de aula tendo aulas de matemática quando fomos avisados do que estava acontecendo e fomos à cantina assistir às cenas. Eu vi o segundo avião se chocando contra a segunda Torre ao vivo. Eu coloquei a mão na minha boca e abafei meu grito. Tantas pessoas pulando dos prédios, chorando cobertas de poeira nas ruas, tanta cinzas nos céus.

Hoje, 11 anos mais tarde, as cinzas assumiram a cor transparente e se misturam às nuvens, mas continuam lá, pois o gesto de humanidade e todas aquelas vidas inocentes não podem ser esquecidas jamais. Aos que quiserem, deixem a sua pequena oração/mensagem aqui nos comentários para que todas as vezes que forem lidas, subam aos céus e ajudem a apagar de vez essa parte cinza da mancha transparente que teima em permanecer nos céus de vários-de-nós. 

9/07/2012

Corrige a carta você, uai!

Então, acho lindo ver au pair super empolgada publicando a carta dela em redes sociais e esperando conselhos e ideias para add a carta. E quando os conselhos aparecem (tipo às 3 da manhã porque alguém, leia EU, estava sem sono), a pessoa agradece, ama as ideias e muda várias coisas. #SÓ QUE NÃO!! 

Assim, acho que é um desabafo, né? Eu levei horas corrigindo a carta, fui super "delicada" apontando os erros e falando "repensa isso", "repensa aquilo" e a pessoa não teve humildade para dizer que errou. Disse apenas que "deixou passar uns errinhos" (uns vários, né?) e que algumas das minhas sugestões poderiam mudar o nível de inglês dela. Bom, vamos debater as alegações. Errinhos batidos todo mundo têm. Esse post estará cheio deles! Não ter humildade para assumi-los são outros 500. Mas, aí, na boa, tudo bem! Se a pessoa não quer assumir, beleza! Agora vamos ao segundo pró: tu me dizer que mudei teu nível de inglês, aí é chute-na-parede, minha irmã. Olha só, vou fazer uma analogia para vê se vocês me entendem. Supostamente, você faz BOOK 1 no curso de inglês lá-lá-lá. No B1 você aprende todas as regências do verbo "to go". Dai, você já está no B3 agora e na hora de escrever a carta, tu me erra todas as regências do B1 (verbo to go é um dos primeiros que você aprende). Eu arrumo para você. E você me diz que "mudei seu nível de inglês"? Bicho, tem alguma coisa errada ai. Teu nível de inglês é o B3. Ou foi um errinho que você "deixou passar batido e não vai assumir a culpa", ou você simplesmente esqueceu um principio básico da autonomia educacional: aprender sozinho, evoluir e melhorar. O professor já te mostrou que o "to go" exige atenção. É um verbo com várias regências/ complementos. Se você não tinha segurança com o verbo "to go", olhasse o dicionário. Fazendo melhor que isso: trazendo para o Português. Nossa língua linda, língua mãe. Você tem dúvidas com crase (você e metade da nação, amigo!) ou com o uso dos porquês. Você escreve de qualquer jeito ou pega uma gramática?? É disso que estou falando. E nesse caso, do português, qual o teu nível de fluência? Básico 1?? Acho que não, hein?! Autonomia, a gente precisa aprender a usar. 

Pensando nos ensinamentos de Paulo Freire e no princípio da autonomia [todos podemos aprender/fazer/ensinar algo sozinhos, pois já trazemos para as mais diversas situações da vida, conhecimento de mundo em nossa mente] foi que criei esse post. Os erros gramaticais mais comuns nas cartas para as host families são:

1- I have 24 years old, tá WORNG. O certo é I AM 24 years old. 
2- I LIVE IN Brasília (moro em) e I LIVE WITH my mom (moro com); I live in Fortaleza, in the
State of Ceará. 
3- I have two SIBLINGS: Amanda e Renato. Se você tem um irmão e uma irmã, essa é a palavra que você quer.
4- I enjoy/like/love + verbo com ING. I enjoy goING to the club. Mas para outras coisas: I love my shoes. 
5- I GO... ok... vamos devagar com esse!! I go home. I go to church, to school... I go TO THE park, TO THE mall (shopping), TO THE dance club, TO THE library (biblioteca; bookstore é que é livraria), etc.
6- I used TO take care of a girl NAMED Sarah. OU mais fácil: I used TO take care of SARAH, a 6 y-o little girl. 
7- My nephew IS 5 years old. ---> falando da idade dos outros.
8- I love plaYING with kids, puttING them to bed (não é "sleep with them". Sleep with them
tem conotação sexual), 
9- Outras atividades: feed them [ou melhor: prepare their meals (refeições)], bath them, color pictures with them (colorir desenhos), paint pictures with them (usar tinta), play SOCCER (futebol) or READ a book with them (com eles)! 
10- I study AT the University of Brasilia. Ou I graduated two years ago. I used to study at the University of Brasilia. (Sim, meu povo, estou escrevendo de maneira super simples e fácil).
PARA AS MENINAS QUE FAZEM LETRAS: My course is/was Portuguese ou English ou Spanish. Eles não entendem LETTERS. Hahahaha... Juro! ATUALIZANDO: A Aline Bicudo me escreveu e me disse uma coisa que é fato: nosso curso também é conhecido como "Languages and Literature, I have a graduation degree in Languages and Literature"!! 
11- Na hora de assinar: but you can CALL me: Tatá. Ou I prefer to be CALLED Tatá.
12- Dica: girls are pretty/beautiful and boys are cute/handsome! Se você estiver falando de um primo/irmão. 
13- caminhar = go for a walk.
14- I have a driver's license SINCE 2006;
15- Opa, esse é bom: I know how to cook, to sing, to play the guitar (violão)... know how to! And I can cook ou I can sing ou I can read in Spanish. I KNOW HOW é diferente de I CAN. 
16- Atualmente= nowadays   Actually- na verdade;
17- I chose the au pair program because .... ---> é uma pergunta importante. Por favor, amigos, caprichem! 
18- Can we Skype tonight? (hoje à noite?), today (hoje), this afternoon (hoje à tarde), this morning (hoje de manhã) ou Let's Skype in the morning (de manhã), in the afternoon ou AT NIGHT! 
19- Dear host family, I loved your profile. Can I ask some questions? E faz as perguntas 
MISTURADAS ao texto da carta. Isso para quando você for mandar e-mail. Oi? né? Ninguém merece receber um e-mail com 45 mil perguntas!
20- Quando você quer falar que no Brasil tem ou não alguma coisa, vc uso o verbo "there is" ou "There are".  Por exemplo: There are many flowers in my city. No sentido de existir. TO HAVE é no sentido de possuir. I HAVE a dog. Outra: There isnt lakes in my town.
21- Fazer churrasco: a expressão é "to have a barbecue" . My sister loves to have a bbq! 
22- é "to take a class" for exemp.: I take salsa/soccer/piano classes every Monday. 

Ahhh então a sua dúvida não está aqui? Uai, abre o dicionário, amiga(o). É aquele livro bem gordinho que fica na estante, sabe?! Ele te dá muitas opções de regência e concordância. Na dúvida: troca a palavra ou a expressão. Com tudo isso que acabei de escrever (21 dicas), estuda, uai! Agora vou esperar você me dizer que não faz parte do seu novo "nível de inglês". Rsrsrsrs...

E para aqueles que acho lhyndos e phynos por terem mandado uma "hello message" para a family quando ela entrou no perfil: meus parabéns!! Vou copiar aqui a message para que vocês possam repassar forever entre vocês. Podem até copiar no blog mas, por favor, digam que onde tiraram, ok?! [Obrigada] E estudem!

Basta uma mensagem curtinha, dizendo que vc está interessada e pronto!!

Hello Dear lálálá Family! My name is _______ and I was very happy when I saw your family´s profile. I'm a very _____ and _____ girl! I enjoy ____(ing) and _____(ing) on weekends!! How about you and your family??? I cannot wait to hear back from you! Love from sunny Brasil, _______

E tá lindo!! Atitude, meninas!! E vamos à luta! beijo para as corajosas e os manos!!



Hahahahaha.. só que não!! A da foto é o seguinte: todo mundo sabe que morei 2 anos lá, né? Já fui e já voltei e pá! E quando o cop me parou, ele foi super grosseiro. Lá nos EUA, vc TEM QUE parar em todo stop sign. Nesse dia, eu estava saindo do estacionamento do college, muito tarde da noite e não havia ninguém. Só que não 2!! Ele estava lá, me parou e perguntou se eu sabia ler: S-T-O-P e pediu os documentos. Dai voltou com uma multa de 85 Obamas. [Affff!!!] Pensei que estaria lascada, que os host nunca mais me deixariam sair no carro. Mas que nada! Morreram de rir de mim! =P  Beijo, galera!