12/21/2006

Natal...

Entao eh Natal... Longe de casa, dos amigos e das pessoas que eu realmente amo... que me viram crescer... Que seguraram minha mao... Que me ajudaram nos momentos que cai...E ainda assim duas delas andam sempre comigo. [ Deus, claro!] E a Vida... Eu nao sabia dela e ela nao me conhecia... Cheguei aqui planejada em Abril de 1985. Mas a vida nao estava pronta para mim... Eu era trabalho, eu SOU trabalho... Entao fiz um acordo com ela ... Segura minha mao... Vamos juntas. Eu aprendo com voce e, dos meus erros voce me ensina ou tira proveito! Ela topou. E desde sempre tem sido assim... Uma amizade verdadeira. Vez em quando eu escorrego e ela trata logo de me levantar ... Vez ou outra ela tah pra baixo e eh minha vez de achar algo novo para nos animar. Algumas vezes ela da uma de mae e pensa por mim, resolve as coisas por mim, e me deixa feliz com alguns resultados inesperados... Outras vezes eu tomo o volante, checo as direcoes e damos as costas pro vento, ou rumamos a favor dele... Tem dias que deixamos o vento nos levar, so pra ver onde eh o destino final, saber o que acontece, seguir sem pensar....Pois se nada der certo temos e sabemos exatamente para onde voltar... Outras vezes pedimos pro vento mundar de direcao... Se ele nos atende? Nem sempre... Sabe como eh...O vento eh caprichoso. Nem sempre sopra a favor! Cabe ao velejador ajustar as velas! Outras vezes eu e a Vida brigamos feito irmas... Isso porque nos amamos... Imagine se fosse o contrario? Ela tenta me mostrar aqui e ali o que eh certo e o que eh errado... Mas sera que ela nao poderia fazer isso sem me chutar? As vezes o chute doi e custa a passar. Ela me arrebenta, maltrada, machuca e diz que foi melhor assim. (Da para acreditar?) Nem me da tempo para chorar. As vezes a Vida se confunde comigo. Somos uma so: fortes, decididas, felizes, realizadas, cheias de sonhos e parece que o mundo esta nas nossas maos e podemos tocar o ceu. E quando nem sempre eh assim, nos amparamos uma no ombro da outra! Gente boa essa Vida... Foi um prazer conhecer. Nem sei se dela levo algo mais que as licoes que eu tive, ou se deixo mais que os lacos que criei com ela e com os que me cercam. E se nem sempre ela eh das melhores criaturas, esse final de ano ela aprontou daquelas... Me deixou na incerteza... na duvida. Rumo com o vento? Tomo uma decisao? Viro as costas pro favorecimento e acato uma duvida muitas vezes promissora? Espero que ela me mande um sinal! 2006 foi perfetissimo. Dos 5 desejos que fiz no final de 2005, ela atendeu 4 durante o ano e nas ultimas semanas atendeu o ultimo! Tenho que ser grata a ela! E dar uns creditos- mas nao muitos- pro ano que vem! Ela tem me mostrado que casa nao eh um lugar e sim um estado de espirito. Que familia sao os que te cercam, por sangue ou nao, e que estao ai nos dias ruins e nos momentos de alegria! Ela me mostrou que ha sempre um saida, por mais incredulo que se possa estar! Ela eh boa em algumas previsoes e por isso passou a ser bem conhecida! Vai dizer que voce nao conhece a Vida? Nao fez planos com ela? Nao segurou em sua mao e deixou rolar? Nao emplorou de joelhos e viu acontecer?? Eu vi! Olha onde estou: longe de casa, mas muito feliz. Ninguem me disse que a Felicidade estaria tao longe... Mas essa eh uma outra amiga e dela falemos depois... Feliz Natal e Feliz Ano Novo! Um brinde a Vida! E que venha 2007 porque 2006 entrou para a memoria!

2 comentários:

kati disse...

Feliz 2007!
ahhh, meu 2007 vai ser bem diferente dos outros anos... finalmente vou aprender ingles direito! dia 07 to embarcando... bjos

Eliana disse...

Tarcy!!
Lindo o seu post, perfeito!
Fico feliz que tenha conseguido realizar os seus desejos de Natal de 2005...
Que 2007 seja infinitamente melhor, porque merecimento e garra para conquistar o que você desejar... você consegue!